Aos amigos os favores, aos inimigos a lei

“política é como nuvem. Você olha e ela está de um jeito. Você olha de novo e ela já mudou”

Magalhães Pinto

Chefiada por Augusto Aras, a procuradoria geral da República PGR, tentou inúmeras vezes barrar as investigações contra Bolsonaro, família e aliados. uma postura justificável à época por motivos óbvios.

Porém tudo nesse mundo “é mudança”. Aquele que outrora presenteava seus “amigos” com os favores, hoje os persegue com os rigores da lei.

A mudança de postura da PGR chega a ser questionável para aqueles que ignoram a política como ela é de fato. Nada é a toa no jogo de interesses por trás de cada decisão tomada por aqueles que estão com a batuta na mão e o poder de reger grandes espetáculos.

A posição atual mudou completamente após Lula chegar à Presidência. A PGR em abril, por exemplo, foi favorável à utilização de provas —antes classificadas como nulas e ilícitas— para realização de buscas e prisões no caso da suposta fraude nos cartões de vacinação.

Alex filósofo

Jornalista (DRT: 2255/MA) Professor e amante da Filosofia, Empresário, Blogueiro, graduando em Marketing Digital e Ativista Social e Cultural. Com uma formação intelectual lastreada no pensamentos de grandes nomes da filosofia e da política, a crítica é sempre desafiadora e esclarecedora..

Leave a Reply